Esta seção da revista SEEDnews está sendo coordenada pela equipe da área de sementes da Universidade Federal de Pelotas 
 
    1. Tenho observado, em minhas andanças por casas agropecuárias, que muitas delas vendem sementes de hortaliças a granel em embalagens abertas. Gostaria de saber se o ambiente pode afetar a qualidade das sementes. 
    As sementes de hortaliças, em geral, são colocadas em embalagens impermeáveis, com baixo grau de umidade, para manterem sua qualidade inalterada. Quando a embalagem é aberta, as sementes tendem a entrar em equilíbrio higroscópico com a umidade do ar, na maioria das vezes aumentando a sua umidade. Esse processo de aumento de umidade faz com que a semente respire mais rápido e, com isso, aumente a velocidade do processo de deterioração, com a conseqüente perda de qualidade.
 
 
    2. Afinal, o que vem a ser semente básica, sobre a qual tanto se escuta nos seminários sobre sementes? 
    Existem quatro classes de sementes no processo natural de produção: a primeira, em pequena quantidade, que sai dos programas de melhoramento, chama- se genética; a produção oriunda de sementes genéticas vai originar as sementes básicas, e essas as registradas, as quais, por fim, originarão as sementes certificadas. Este processo é uma forma de diminuir o custo da semente certificada, que será utilizada pelo agricultor. Para se ter uma ideia, as sementes básicas têm um custo de 10 a 50 vezes o custo do grão. 

 
    3. O que é reprodução vegetativa? 
    Este processo não envolve o uso de sementes. Exemplos mais comuns de reprodução vegetativa são o tubérculo de batata, a muda de morango, estacas de mandioca, entre outros. Salienta-se que na reprodução vegetativa não há variação, pois ela não envolve cruzamentos entre plantas, enquanto no processo reprodutivo que utiliza sementes pode haver variação, pois está envolvida a fecundação, onde uma parte é pai e outra é mãe. 

 
    4. Todas as sementes podem ser secadas até 13% de umidade? 
    Para se armazenar as sementes por alguns meses, costuma-se secá-las até 12-13% de umidade. Entretanto, há um grupo de sementes, chamadas recalcitrantes, que não podem serem secadas até esse nível, pois perdem sua qualidade. São exemplos desse grupo as sementes de juta, assim como sementes de muitas essências florestais. 
 

    5. Todos sabemos da importância da densidade de semeadura e que as semeadeiras desempenham importante papel nesse sentido. Mas qual é a melhor semeadeira? 
    Para sementes de milho e soja, já estão bem desenvolvidas as semeadeiras a vácuo, em que se consegue colocar com exatidão um determinado número de sementes por metro linear. Essas semeadeiras são mais caras do que as tradicionais, entretanto, possibilitam uma velocidade de semeadura superior e, com isso, maior rendimento. 

 
    6. Em que estágio estamos com a Agricultura de Precisão? 
    Pode-se considerá-la como uma realidade. Já é possível determinar com precisão a produtividade de cada 10m² de uma lavoura. O passo seguinte será interpretar esses resultados de rendimento da lavoura, o que envolverá conhecimentos mais diversos, como fertilidade do solo, fisiologia da planta e estrutura do solo, entre outros, além de, logicamente, bom senso. 

 
    7. Sabe-se que a semente necessita de água para germinar. É possível que a semente germine em um ambiente com 100% de umidade relativa? 
    Não. Num ambiente com essas condições, as sementes atingem pouco mais de 20% de umidade e, para germinar, necessitam muito mais, dependendo da espécie, por exemplo, 30% para arroz e 50% para soja. 

 
    8. Parece que tenho problemas com a velocidade de secagem de minhas sementes de arroz. Utilizo seis secadores intermitentes e tenho levado 12 horas para reduzir a umidade de 22 para 13%. O que pode estar errado? 
    Realmente, você está com problemas, porque, normalmente, esse tipo de secador retira bem até 2% de umidade/ hora. Provavelmente, o problema é de fluxo de ar. Examine a entrada de ar para o ventilador, uma vez que é comum ter se apenas uma fornalha para atender vários secadores e, quando isso ocorre, em geral, não se planifica uma adequada entrada de ar para cada um dos secadores. Caso seja essa a situação, providencie uma abertura extra para a entrada de ar no ventilador. 

Compartilhar

newsletter

Receba nossas melhores
matérias em primeira mão!