Devido a um prolongado período de estiagem seguido de vários dias com chuva, atrasei-me com a semeadura da soja. Para minimizar os efeitos do atraso, devo semear variedades precoces ou tardias? 
    Para variedades sensíveis à duração do dia, deve-se semear variedades tardias, pois as precoces irão florescer rapidamente, não dando tempo para a planta crescer e assim ter mais ramos e folhas para a frutificação. No caso de arroz, principalmente na região sul, caso ocorra atraso de semeadura,deve-se utilizar variedades precoces, pois requerem menos horas com temperatura mais alta. 
 
    Como avanço da tecnologia e o conhecimento científico volta e meia escuto alguma coisa nova. A última foi que os graus/dias para a variedade de arroz BR-IRGA 410 são 630 horas, o quê significa isso? 
    As variedades de arroz necessitam um determinado número de horas acima de uma temperatura média de 11º C para frutificarem. As variedades precoces necessitam menos, enquanto as outras necessitam mais. Para calcular o número ou horas utiliza-se a seguinte relação: 
 

    
    O valor encontrado é o graus/dias, que multiplicado por número de dias nos dará as horas. 
 
 
    A produção apresenta vários gargalos; entre os mais importantes está a obtenção de um adequado estande de plantas. Vários cooperados têm solicitado minha presença nos campos, para observar O estabelecimento de suas culturas. Durante a caminhada na lavoura, a pergunta mais frequente, a qual passo para a SEEDnews é: até quando há efeito do vigor da semente? 
    O efeito do vigor da semente pode manifestar- se, inclusive, com o aumento da produtividade, como é o caso em milho. Entretanto, para efeitos práticos, considera- se que a semente estará por si só até um mês após a semeadura. Após esse período, as condições ambientais terão uma influência tal que irão mascarar o efeito do vigor da semente. 
 
    Parece que o manuseio das sementes de algodão é bastante difícil, principalmente pela presença de linter. A propósito, de que se trata ? 
    O linter vem a ser as fibras com poucos milímetros de comprimento, que recobrem a semente de algodão após o processo industrial de descaroçamento (separação da semente da fibra). O linter está para a semente de algodão comoa palha está para as sementes de andropogon. As sementes possuem problemade fluxo e isso dificulta os processos de limpeza e principalmente a semeadura. 
 
    Observando-se as cultivares de soja liberadas para comercialização, apresentadas na página 16 da SEEDnews - edição 8, constato que há mais de 300 cultivares à disposição dos agricultores. Estão essas cultivares liberadas a nível nacional ou para algumas regiões? 
    Realmente, há bastante variedades de soja à disposição do agricultor, entretanto algumas são bem antigas, como a BRAGG e a BOSSIER, que estão conosco há mais de 25 anos. À liberação dessa cultivar para comercialização, pelo MAA, é a nível nacional, entretanto, as empresas que estão colocando as novas cultivares de soja no mercado recomendam-nas para determinadas regiões, em que realizam seus ensaios. A produtividade de uma cultivar varia em função de sua carga genética e do ambiente. 
 
    Afinal o que vem a ser sementes de classe superior? 
    No processo de produção de sementes têm-se várias classes: a genética, que dá origem a todas as outras; a filha, que se chama básica; a neta, a registrada; e a bisneta, a certificada. As duas primeiras, por sua pureza varietal, convencionou- se chamar de superiores. No Brasil ainda temos uma outra classe, denominada de fiscalizada, que não possui controle de geração. 
 
 
    Estou pensando entrar no negócio de produção e comercialização de sementes, quais os primeiros passos a tomar? 
    Em resumo as necessidades  são: 1-Ter unidade de beneficiamento de sementes. 2- Um armazém para depósito da semente. 3-Origem da semente. Com a recente lei de proteção de cultivares, é necessário pagar alguma coisa para quem criou a cultivar. 4- Ter um Eng. Agr. responsável pela produção. 5- Também, é necessário registrar- se como produtor de sementes no MAA e na Secretaria de Agricultura. 
 
    Em uma planta de soja é comum encontrar-se mais de 100 sementes. Por que, nos cálculos para estimar a produção de sementes, utiliza- se somente 50, ou seja, apenas 50% do potencial de rendimento de uma lavoura? 
    No processo de produção de sementes de soja há necessidade de aprimoramento, o que resulta em perdas de sementes como é o caso da descontaminação, secagem e limpeza. Só essa última representa um descarte médio de 20-25%. Quando há problemas de deterioração, o aproveitamento é substancialmente reduzido, sendo comum, inclusive, a eliminação de campos inteiros, inicialmente destinados para semente. 

Compartilhar

newsletter

Receba nossas melhores
matérias em primeira mão!